Imagem de topo
Logo FPN
Logo INF
Naturismo Cartão Naturista Praias Alojamento Actividades Protocolos Publicações História Links

Revista N

Ao longo dos anos foram publicadas várias edições da Revista N, estando a quase totalidade online para consulta.

A revista desde 2003 até ao presente disponível aos leitores para consulta, leitura e divulgação do naturismo.

Texto de Sieglinde Ivo, Presidente da Federação Internacional de Naturismo sobre o relançamento da Revista N em 2014 após 4 anos de ausência de edições.

English article Artigo em Português

A new medium is born ...

A new medium is born, During times when, seemingly, everything can only be checked on Internet, the decision for a medium (pdf) which can also be printed, is a great matter.

For sure, nowadays it is no more possible to renounce the Internet with all its different facets and possibilities, but the possibility to print a publication can be very valuable and also very informative.

But why is it a great value holding a printed medium in your hands? 

This question can be easily answered.

It gives the opportunity to effectively promote naturism.

In order to present naturism at the fairs, having a brilliant presentation on Internet does not help.

It is very valuable to have information printed on paper, where all benefits can be illustrated.

With this information I can rather impress people compared with the possibility to look into the internet at home.

Portugal can impress people, because in this sunny country with its beautiful beaches, its crystal clear water and warm temperatures that allow practicing naturism outdoors during almost the whole year, the potential to find members for the Federation certainly is far from being exhausted.

What can Portugal offer to its members?

Naturism is not only “nude bathing”.

Naturism does include a lot more facets of the daily life that differ from the content of life of many clothed people.

It begins with the careful treatment of nature.

We made the protection of nature as one of our greatest goals. Caring and the respectful dealing with each other, acceptance of people thinking differently, tolerance and strive to help each other whenever possible these are the main values which naturists are standing for.

As to the field of “Promotion of Youth” we, for sure, should take the opportunity more often to return to the beginnings of naturism.

For young people it takes more than just the option of “being able to undress and swim nude”. Nowadays young people are backing the ideas of animal care and protection of nature as well as of vegetarian and vegan food.

When going back to the beginnings, these were the true cornerstones to the key for getting into naturism.

The Portuguese Federation exists for many many years.

The idea of naturism did not meet any deployment in breadth.

For this reason I wish the Portuguese naturists as well as the International Naturist Federation that the new Portuguese naturist magazine will bring impulses to more naturist living.

May the edition of the magazine increase in line with the number of members. As consequence it should be easy to obtain a high international presence and thereby also establish naturism at the touristic level.

This should also be a big goal of the federation to market naturism in Portugal tourism.

Sieglinde Ivo

INF-FNI President

Nasce uma nova revista ...

Nasce uma nova revista, nos tempos em que, aparentemente, tudo só pode ser realizado na Internet, a decisão para uma revista (em formato digital pdf), que também pode ser impressa, é de  grande importância.

É evidente que  hoje em dia não é mais possível renunciar à Internet com todas as suas diferentes facetas e possibilidades, mas a possibilidade de imprimir uma publicação pode ser muito valiosa e também muito informativa.

Mas por que é de grande valor, segurar em mãos uma revista impressa?

Esta questão pode ser facilmente respondida.

Ele dá a oportunidade para promover eficazmente naturismo.

Para divulgar o naturismo em feiras e eventos, uma brilhante apresentação na Internet não ajuda.

É muito útil ter informação impressa em papel, onde todos os benefícios podem ser divulgados.

Com esta informação é possível impressionar as pessoas em comparação com a possibilidade de apenas ver na internet em suas casas.

Portugal pode impressionar as pessoas, por ser um país ensolarado, com suas belas praias, suas águas cristalinas e temperaturas quentes que permitem praticar naturismo ao ar livre durante quase todo o ano, o potencial para encontrar novos membros para Federação, certamente, está longe de ser esgotado.

O que  pode Portugal oferecer aos seus membros? 

Naturismo não é apenas "tomar banho nu".

O Naturismo inclui muitas mais facetas da vida diária, que diferem do contexto de vida de muitas pessoas têxteis.

Começa com o tratamento cuidadoso da natureza.

Nós fazemos da protecção da natureza um dos nossos maiores objectivos. Cuidar e lidar respeitosamente uns dos outros, aceitar as pessoas que pensam de forma diferente, a tolerância e o empenho para ajudar uns aos outros sempre que possível são os principais valores da causa naturista.

Quanto à "Promoção da Juventude" que, com certeza, deve aproveitar mais vezes as oportunidades para retornar aos primórdios do naturismo.

Para os jovens, é preciso mais do que apenas a opção de "ser capaz de se despir e nadar nu". Actualmente, os jovens estão apoiando as ideias de cuidados com os animais e de protecção da natureza, bem como de comida vegetariana e vegan.

Estes foram os verdadeiros pilares chave para entrar nos primórdios do naturismo.

A Federação Portuguesa de Naturismo já  existe há muitos e muitos anos.

O ideal do naturismo não é um desenvolvimento recente.

Por este motivo, desejo aos naturistas portugueses, bem como à Federação Internacional de Naturismo que a nova revista naturista Portuguesa traga um novo impulso para a causa naturista.

Que a publicação desta revista cresça em linha com o aumento do número de membros. Como consequência, deve ser fácil de obter, marcar uma grande presença internacional e, assim, divulgar também naturismo a nível turístico.

Esse deve também ser o grande objectivo da federação para o  mercado do turismo naturista em Portugal.

Sieglinde Ivo

Presidente da INF-FNI

Edições publicadas

Revista N - IV Série
Revista N - III Série
Revista N - II Série