Inicio
 

 

1. Qual a diferença entre ser-se naturista ou nudista?
2. Não tem a nudez um carácter vincadamente sexual?
3. Não serão os naturistas voyeristas e exibicionistas?
4. As pessoas sós são mal vistas e mal aceites no naturismo?
5. Qual a diferença entre um “centro naturista” e uma praia?
6. Qual a diferença entre uma praia naturista oficial e uma “tolerada”?
7. Sou obrigado a estar sempre nu num centro naturista?
8. A exposição solar integral não é perigosa?

1. Qual a diferença entre ser-se naturista ou nudista?
Talvez exista um estilo de vida em comum. A diferença poderá existir na postura e na filosofia de vida que cada um deles empregará no seu dia a dia. Existem mesmo algumas nuances entre a palavra naturismo versus nudismo entre o povo europeu e, por exemplo, o povo americano. Para este último, naturismo é uma palavra que não tem o significado que atribuímos na Europa. Ele está sobretudo atribuído àquilo a que os europeus chamam de “naturalismo”, atribuindo ao termo “nude recreation” (recreação nudista), àquilo que nós atribuímos ou praticamos como naturismo.
No essencial, o naturismo é, não só uma forma de estar (nudista), como uma forma de ser e de sentir em que têm lugar preocupações de saúde e bem estar mental e físico (da alimentação à medicina), à ecologia e protecção da natureza, além de um apurado sentido de dignidade social, respeito mútuo e civilizacional, associados a um espírito convivial e humanista.
Naturistas e nudistas partilham, contudo, o gosto pela nudez em liberdade e o bem estar que ela proporciona ao género humano, em particular junto da Natureza e Ar Livre.

2. Não tem a nudez um carácter vincadamente sexual?
De forma nenhuma. A maior parte das pessoas não naturistas que ocasionalmente visitam uma praia ou outro qualquer lugar naturista, ficam surpreendidas pela ausência de sexualidade expressa. Como no geral se apresenta a nudez ligada à sexualidade, em revistas, filmes, etc., as pessoas são levadas a associarem a prática naturista a práticas sexuais ou, simplesmente, erótico-exibicionistas. A “castração” de partes do nosso corpo foi arbitrária. Por exemplo, os nossos lábios sempre foram associados ao “sex-appeal”, sem que, contudo, andemos com eles tapados, como acontece com os genitais, para não falar do peito, no caso feminino.
Pelo contrário, se olharmos bem, o uso de determinada roupa e outros adereços, é que constitui, como todos sabemos, um factor que visa acentuar uma postura destinada a despertar o interesse sexual.
De facto, no naturismo, o nosso corpo é assumido por cada um e olhado por todos com total naturalidade. Foi assim que nascemos e essa é a nossa verdadeira identidade. As associações “fabricadas” pelas diferentes sociedades resultam de absurdos conceitos de pudor, ligados a crenças, complexos ou obsessões, que em nada contribuem para um desenvolvimento psico-social saudável. Os naturistas não serão, certamente, assexuados. Mas a sexualidade, qualquer que ela seja, não está presente na vivência naturista colectiva. Ela fará, naturalmente, parte da vida íntima de cada um, como em geral em toda a sociedade.

3. Não serão os naturistas voyeristas e exibicionistas?
Os exibicionistas despem-se ou expõem-se sobretudo para “chocar” os outros. Para verem e serem vistos, salientando em particular os órgãos genitais e regiões consideradas erógenas. Os naturistas apenas gostam de viver nus e não pretendem provocar ninguém. Pelo contrário, procuram ser discretos e respeitadores, evitando todas as posturas que possam ser confundidas com as dos exibicionistas e voyeuristas. Os naturistas procuram ser conviviais, na medida humanista e social do termo. Não existe nenhum “mal” em olhar os outros de forma integral, partindo da curiosidade inicial inata, que nos naturistas se dilui progressivamente, acabando, com naturalidade, por se fixar no rosto e nos olhos dos seus interlocutores.

4. As pessoas sós são mal vistas e mal aceites no naturismo?
Certamente que não. Tal como os casais, famílias ou grupos, os praticantes individuais são bem-vindos, se a sua postura e sentimentos se enquadram naquilo que é a prática de vida naturista e no respeito que a todos é devido. Existem, contudo, alguns centros que, por razões de política própria e/ou estratégia comercial, acabam por determinar algumas regras nessa matéria. Por isso, procure informar-se, previamente, das normas de cada local a visitar.

5. Qual a diferença entre um “centro naturista” e uma praia?
As praias naturistas são lugares de utilização livre. Para as frequentar ninguém é obrigado a pertencer a uma associação, clube ou federação. Os centros naturistas podem ser públicos ou privados, mas em qualquer dos casos, existem regras de utilização que importa conhecer. A sua utilização estará sujeita, naturalmente, ao pagamento de uma taxa diária, sejam eles associativos ou comerciais, parques de campismo, centros de férias, hotéis, resorts, etc., e neles poderá encontrar uma oferta diversificada, mais ou menos sofisticada, de alojamentos e serviços capazes de proporcionar uma estadia mais curta ou mais longa - um fim de semana, umas férias e mesmo, nalguns casos, uma residência permanente. Existem, ainda, piscinas, saunas, SPA’s etc. com horários naturistas, onde existem regras de utilização.

6. Qual a diferença entre uma praia naturista oficial e uma “tolerada”?
Todas as praias são iguais no tocante ao seu acesso livre, sejam naturistas, sejam toleradas, (ou mesmo “têxteis”). A diferença existe apenas em que nas praias oficiais é expressamente autorizada a prática naturista, enquanto que nas “toleradas”, o uso da nudez, geralmente bem aceite, pode estar sujeito à aceitação pacífica dessa postura, por parte dos utilizadores não naturistas.

7. Sou obrigado a estar sempre nu num centro naturista?
Não. No entanto, os naturistas usam os centros para, naturalmente, viverem nus. Contudo, sempre que as condições de ordem climatérica ou higiénica o aconselhem, o uso do vestuário é usual e bem aceite. Os naturistas não renegam a roupa, mas não a usam para “mascarar” ou “esconder” o seu corpo. Usam-na para o seu bem estar físico, quando ela se torna inevitável.  
No geral, a nudez é praticada na generalidade de todos os locais e equipamentos naturistas, e expressamente nas piscinas, saunas, etc. de uso comunitário. Existem alguns centros que determinam certas regras que convém, antecipadamente, conhecer localmente.
 
8. A exposição solar integral não é perigosa?
O facto de usar um, cada vez mais minúsculo, fato de banho, biquini ou calção, não aumentará a sua protecção contra os efeitos nocivos da exposição solar. Todos deverão ser prudentes na utilização dos banhos de sol, tendo em consideração os conselhos, amplamente divulgados, relativamente às horas de exposição e ao uso adequado de protectores. Os estudos nunca puseram em causa o valor positivo e correcto de uma utilização moderada do sol.


Centro de férias naturista no Alentejo.
Piscinas biológicas são muito mais do que a soma dos elementos que a constituam. Uma piscina biológica é um sítio para a contemplação, a comunicação e a imaginação. Assim é o refúgio que nos abriga das forças severas do Mundo moderno lá fora. É o nosso lugar para sonhar e cantar, admirar e banhar, ser o ser vivo entre outros seres vivos.<br>
Uma piscina biológica é viva. Oferece muito mais do que apenas a possibilidade de tomar banho nela. Ela muda o aspecto com as estações do ano. Está diferente todos os dias. Ela permite de entrar em contacto com a natureza numa forma extraordinária, mergulhando com as rãs, cheirando as flores dos nenúfares, encantando os amantes da natureza e não só.   
Depilação Masculina

A 4 Men Clinic é um novo conceito para o homem moderno que procura dentro da Estética Masculina estar de bem com o seu próprio corpo. A 4 Men Clinic vem lhe trazer uma grande oportunidade para os que procuram: DEPILAÇÃO GENITAL MASCULINA DEPILAÇÃO CORPORAL TRATAMENTOS DE CORPO E ROSTO ESTÉTICA MASCULINA SAÚDE E ESTÉTICA DO HOMEM MASSAGENS Atendimento personalizado por uma Profissional de Estética e Especialista em *DEPILAÇÃO MASCULINA E DEPILAÇÃO GENITAL MASCULINA*, com produtos de gama profissional e pronta a lhe aconselhar sobre as novas tendências para o homem moderno. Localizada em Lisboa no Alto São João, com sua Diretora Helena Venceslau, que estará sempre pronta a lhe atender com a maior discrição, conforto, altíssima qualidade e profissionalismo comprovado por quem já passou por cá. A 4 Men Clinic espera por sua visita, pois estamos cá para inovar !!
En Trasmedtour DMC Mallorca,  estamos siempre en busca de la innovación, ofreciendo servicios turísticos especializados. Con otro nuevo proyecto en Mallorca, el cual nos gustaría compartir con vosotros: EL PRIMER E UNICO HOTEL PARA VACACIONES NATURISTAS – NUDISTAS EN LAS ISLAS BALEARES! Turismo rural naturista para casais. Patricia & Serge contacto: +351 918617893 /282330712 Um pedaço de terra onde a paz e a natureza se unem, longe da vida quotidiana e principalmente onde pode desfrutar do sossego de um ambiente relaxante e ao mesmo tempo ter a oportunidade de andar ao natural. Este belo lugar situa-se contra uma vertente da montanha, aninhado numa paisagem pitoresca, típica Alentejana e, tendo por isso, uma vista privilegiada e infindável sobre uma planície que desagua nas ondas do Oceano Atlântico. O nome SAMONATURA provêm do nome “Samouqueirinha” que é um declive da cordilheira que percorre a Costa Alentejana”, sendo então a primeira parte do nome “Samo” e porque lhe queremos oferecer uma estadia naturista batizámos de “SAMONATURA”.  Depilação Masculina

Copyright © 2007-2015, Federação Portuguesa de Naturismo - Todos os Direitos Reservados


Actualizado em: 2015/08/27